Início
O Pico de Hubbert
Protocolo
Artigos
Eventos
Quem somos
Ligações
Contactos
English version

Bem vindo

Este é o síto da secção portuguesa da Associação para o Estudo do Pico do Petróleo e do Gás - ASSOCIATION FOR THE STUDY OF PEAK OIL AND GAS – ASPO.


A ASPO é uma rede internacional de cientistas e investigadores que se debruçam sobre a questão do Pico de Hubbert.

Esta associação tem como objectivos:

  • Estudar a disponibilidade de Petróleo e Gás na Natureza;
  • Modelar o esgotamento, tomando em devida conta a economia, a tecnologia e a política;
  • Divulgar este tema crítico e alertar para as consequências para a Humanidade

A ASPO existe desde 2001, publicando um boletim mensal (Newsletter) dirigido por Colin J. Campbell, mantendo um sítio web (www.peakoil.net) dirigido por Kjell Aleklett, e promovendo Conferências anuais (International Workshop on Oil and Gas Depletion) realizadas em Uppsala (2002), Paris (2003), Berlin (2004) e Lisboa (2005). É uma rede informal, regida por uma "constituição" acordada entre os seus membros fundadores, e coordenada por uma comissão de que são membros permanentes Colin Campbell (Honorary Chairman), Kjell Aleklett (President) e Roger Bentley (Secretary) e dois outros membros por rotação (Rui Rosa e Ugo Bardi em 2005-2006). Secções ou Comités nacionais têm sido criados em vários países, autónomos nas suas iniciativas e meios, de harmonia com as circunstâncias de cada país, mas sob compromisso de não contrariarem as finalidades acordadas na "constituição" da ASPO e de diferentemente contribuírem para a sua prossecução.


Estatuto do Ramo Português da ASPO

  • A ASPO-Portugal é uma associação informal de investigadores, especialistas e cidadãos preocupados, residentes em Portugal que se debruçam sobre a questão do esgotamento de recursos energéticos finitos;

  • A ASPO-Portugal tem como finalidades: Contribuir para o estudo da disponibilidade de Petróleo, Gás Natural e outros Hidrocarbonetos na Natureza; Modelar o esgotamento de recursos não renováveis, tomando em devida conta a economia, a tecnologia e a política; Divulgar este tema crítico e alertar para as suas sérias consequências;

  • A ASPO-Portugal tem também como finalidade: Estudar a situação concreta do esgotamento de recursos não renováveis de e para Portugal, e actuar no sentido de promover a resolução de obstáculos e impactos daí decorrentes no nosso País;

  • A ASPO-Portugal compromete-se a contribuir para as finalidades e a respeitar as orientações estabelecidas pela "Constituição" da ASPO-Internacional, sem prejuízo da sua própria autonomia;

  • Os membros da ASPO-Portugal são admitidos na sequência de actividades que hajam realizado e se inscrevam no quadro dos objectivos definido para esta associação, e comprometem-se a prosseguir estes mesmos objectivos.